Cadastre-se

Prova Amarela - Questão 39

Por Marla Rodrigues

O abolicionista Joaquim Nabuco fez um resumo dos fatores que levaram à abolição da escravatura com as seguintes palavras: “Cinco ações ou concursos diferentes cooperaram para o resultado final: 1.º) o espírito daqueles que criavam a opinião pela idéia, pela palavra, pelo sentimento, e que a faziam valer por meio do Parlamento, dos meetings [reuniões públicas], da imprensa, do ensino superior, do púlpito, dos tribunais; 2.º) a ação coercitiva dos que se propunham a destruir materialmente o formidável aparelho da escravidão, arrebatando os escravos ao poder dos senhores; 3.º) a ação
complementar dos próprios proprietários, que, à medida que o movimento se precipitava, iam libertando em massa as suas ‘fábricas’; 4.º) a ação política dos estadistas, representando as concessões do governo; 5.º) a ação da família imperial.”

Joaquim Nabuco. Minha formação. São Paulo: Martin Claret, 2005, p. 144 (com adaptações).

Nesse texto, Joaquim Nabuco afirma que a abolição da escravatura foi o resultado de uma luta

A de idéias, associada a ações contra a organização escravista, com o auxílio de proprietários que libertavam seus escravos, de estadistas e da ação da família imperial.

b) de classes, associada a ações contra a organização escravista, que foi seguida pela ajuda de proprietários que substituíam os escravos por assalariados, o que provocou a adesão de estadistas e, posteriormente, ações republicanas.

c) partidária, associada a ações contra a organização escravista, com o auxílio de proprietários que mudavam seu foco de investimento e da ação da família imperial.

d) política, associada a ações contra a organização escravista, sabotada por proprietários que buscavam manter o escravismo, por estadistas e pela ação republicana contra a realeza.

e) religiosa, associada a ações contra a organização escravista, que fora apoiada por proprietários que haviam substituído os seus escravos por imigrantes, o que resultou na adesão de estadistas republicanos na luta contra a realeza.

Gabarito: A

Resolução:

b) Falsa. A proposição se mostra incoerente em três pontos diferentes onde coloca idéias inexistentes no texto do autor. Primeiro ao dizer que existiam diferentes grupos sociais (“classes”) envolvidos com o projeto abolicionista. Segundo, ao colocar que a adesão de mão-de-obra assalariada contribuiu para o fim da escravidão. Por último, ao dizer que Joaquim Nabuco assinala a ação de grupos políticos republicanos para o fim da escravidão no país.

c) Falsa. A afirmação não condiz com as justificativas de Joaquim Nabuco em duas diferentes instâncias. Na primeira, se equivoca ao dizer que Nabuco vai destacar a ação de um único partido político defensor da causa abolicionista. Depois, por dizer que os proprietários vão libertar os escravos para investir em outros negócios, quando o autor salienta que a pressão do movimento abolicionista ser o fator responsável pela ação dos senhores de escravos.

d) Falsa. O autor, em nenhum momento do trecho destacado faz referência a algum grupo anti-abolicionista claramente articulado agindo contra os críticos da prática escravista. Além disso, Nabuco não salienta a contribuição do movimento republicano ou de lideranças políticas específicas em detrimento da monarquia e, por conseqüência, a favor da abolição.

e) Falsa. Nabuco não trabalha com nenhum tipo de justificativa ou valor religioso capaz de combater a escravidão no Brasil. Ao mesmo tempo, não afirma que a incorporação da mão-de-obra dos imigrantes incitou na luta dos republicanos contra o regime monárquico.

A correta: a) Verdadeira. Exigindo uma minuciosa análise das idéias do autor, a questão exige do aluno perceber qual a alternativa melhor consegue sintetizar os motivos, apontados pelo estadista Joaquim Nabuco, para o fim da escravidão. Nesta afirmativa podemos assinalar de maneira bastante equilibrada o resumo das idéias do autor sem colocar outros argumentos que, mesmo sendo coerentes, não integram a compreensão tecida por Joaquim Nabuco.

Questão anterior --- Próxima questão








Receber respostas por email


Brasil Escola nas Redes Sociais