Cadastre-se

Como treinar o inglês para o TOEFL e o IELTS?

Por Hotcourses Brasil
 


Se o inglês não é a sua língua nativa, para cursar uma graduação ou uma pós-graduação em qualquer país que leciona seus cursos acadêmicos nesta língua é preciso provar ter a fluência necessária no idioma. Desta forma, nós, brasileiros, precisamos prestar uma das provas de proficiência em inglês aceitas pelas universidades internacionais, o TOEFL ou o IELTS.

Por que precisamos prestar o TOEFL ou o IELTS para estudar no exterior?

Porque é necessária certa fluência e desenvoltura no idioma para conseguir acompanhar o conteúdo lecionado em seu curso em inglês. Portanto, as provas de proficiência são a forma que as universidades se certificam de que os estudantes internacionais estão aptos a entender e aprender em inglês.

Então se você se pergunta: preciso falar inglês para estudar no exterior? A resposta é: para cursar uma graduação, pós-graduação ou qualquer qualificação acadêmica, sim. A sua instituição internacional dirá qual é a nota mínima a ser tirada na prova de proficiência em inglês para que você tenha chances de ser aceito na universidade. A nota mínima irá variar de acordo com a universidade, o nível acadêmico e área de estudo do seu curso. Por isso, é muito importante que você cheque esta informação com as suas instituições de interesse.

Como saber se estou preparado para prestar o TOEFL ou o IELTS?

As duas provas têm suas diferenças essenciais (clique aqui para ler sobre as diferenças principais entre TOEFL e IELTS), mas são basicamente divididas em quatro partes: leitura (reading), audição (listening), dissertação (writing) e conversação (speaking).

Há diversas formas de treinar antes de prestá-las, das mais genéricas as mais específicas.

Genéricas - Uma forma simples e divertida de treinar o listening e o reading, por exemplo, é assistindo a filmes legendados em inglês. Esta é uma maneira de ligar a palavra à sua pronúncia correta, dita por nativos, além de treinar a velocidade com que escuta e lê em inglês.

Uma forma mais óbvia ainda de treinar leitura e adquirir vocabulário é ler textos em inglês. Comece com conteúdos mais simples e vá aumentando a dificuldade à medida que sentir-se seguro de que está compreendendo o que lê. As matérias do The New York Times são exemplos ótimos de textos bem articulados em inglês e com vocabulário impecável para colocar o seu inglês à prova.

Estes mesmos textos em inglês podem ser usados para treinar o writing. Nas provas, você terá de escrever duas dissertações - uma com base no que você foi capaz de compreender da leitura de um texto e de um áudio; outra você deverá argumentar sobre o tema escolhido na prova. É bastante importante, portanto, que você sinta-se à vontade em escrever e argumentar em inglês. Uma maneira de treinar é escolher um dos textos que você leu para praticar sua reading e escrever sobre o conteúdo lido, e argumentar o seu ponto de vista sobre o assunto. Tudo em inglês, é claro. Quanto mais vezes você repetir esse exercício, mais a sua escrita em inglês fluirá. Mantenha-se informado sobre assuntos polêmicos ou contraditórios (como, por exemplo, preconceito, eutanásia, pena de morte, etc.), pois são estes os escolhidos para tema da dissertação.

Independente do exercício que resolver praticar, sempre procure as palavras que você não conhece no dicionário – esta é a forma mais simples e eficaz de aumentar o seu vocabulário.

Já a parte de speaking não há muita saída, você tem que conversar em inglês: com amigos ou parentes que falem em inglês, com professores, com nativos via Skype. O essencial é não ter receio de tentar. Errar é comum e é assim que aprende!

Estas formas de treinar não só são bastante úteis para o TOEFL e o IELTS, como são aconselháveis para treinar o seu inglês de maneira geral.

Específicas – Os próprios sites oficiais dos exames TOEFL e IELTS oferecem simulados e pacotes oficiais de treinamento. No entanto, a grande maioria custa uma quantia em dólares.

Pacotes de treinamento para o IELTS
Pacotes de treinamento para o TOEFL

Com estes treinamentos, você pode rever versões antigas, fazer simulados e entender o conteúdo que cai nas provas. Existem, no entanto, diversos sites e livros dedicados ao treino para as provas, como relata o site Universia, no artigo “10 formas free de estudar para o TOEFL”. Lembre-se: os melhores sites de treinamento para o TOEFL e o IELTS são em inglês. Visite alguns:

TOEFL Vocabulary: uma lista de mais de 500 palavras usados no vocabulário da prova.
Learn4good: vocabulário e teste free para o TOEFL.
Exam English TOEFL: dicas e testes para o TOEFL (clique em “Practice test” na direita da página para os exercícios simulados).
Exam English IELTS: dicas e testes para o IELTS (clique em “Practice test” na direita da página para os exercícios simulados).
Good Luck IETLS: vários testes e simulados para o IELTS.
IELTS Buddy: um guia pessoal para o IELTS.

Curso preparatório para TOEFL e IELTS?

Os preparatórios são cursos especializados em preparar os estudantes para prestar o TOEFL ou o IELTS. Irão focar nas exigências das provas, no vocabulário, etc. As instituições e escolas de idioma internacionais têm ótimos cursos preparatórios para exames de proficiência em inglês e oferecem certas vantagens:

-Você já será inserido no ambiente escolar/acadêmico no exterior, assim, se for admitido em uma instituição internacional, já estará acostumado a morar e estudar fora.
-Ter uma experiência internacional em seu currículo pessoal/acadêmico pode contar como um ponto positivo durante o processo seletivo de sua graduação no exterior.
-O curso será ministrado inteiramente em inglês o que facilita e agiliza o seu aprendizado.

Gostou da ideia? Então pesquise cursos preparatórios para o TOEFL e o IELTS no exterior pelo Hotcourses Brasil.

(Antes de se decidir em prestar as provas do TOEFL ou IELTS, cheque diretamente com a sua universidadede interesse qual dos exames é aceito para o seu curso.)

Por Brenda Bellani









Receber respostas por email


  • segunda-feira | 28/07/2014 | Mateus Guedes

    Obrigado, Brenda, pelo artigo. Realmente foi muitíssimo útil e orientador!

  • segunda-feira | 28/07/2014 | Mateus Guedes

    Obrigado, Brenda, pelo artigo. Realmente foi muitíssimo útil e orientador!

  • segunda-feira | 10/03/2014 | Diego salom&at...

    muito bom o artigo, muito informativo e útil, parabéns!

Brasil Escola nas Redes Sociais