Cadastre-se

Engenharia Ambiental

Por Gabriele Pires Alves
 


Esse engenheiro trabalha com a consciência ambiental

O engenheiro ambiental trabalha com a conservação da natureza. Para tal, o profissional projeta tecnologias para evitar que o meio ambiente sofra danos causados pelo ser humano.

A preocupação ambiental vem ganhando força na sociedade. Cada vez mais se tem criado a consciência em preservar os recursos naturais. O receio de que os recursos não-renováveis desapareçam rapidamente e a constante preocupação com os renováveis, fez surgir o engenheiro ambiental.

A engenharia ambiental preocupa-se em conhecer os meios que provocam a deterioração do meio ambiente e propor soluções. Para isso, é preciso entender de ciências naturais, meio ambiente e técnicas adotadas pela engenharia.

O engenheiro desenvolve ações de combate ao impacto ambiental através de planos de gerenciamento de recursos hídricos, recuperação de áreas contaminadas ou degradadas, saneamento básico, tratamento de poluentes. É ele quem prepara indústrias e empresas para receber licenças ambientais de funcionamento.

O mercado de trabalho para o engenheiro ambiental é próspero, sobretudo pela obrigatoriedade legal de proteção do meio ambiente, tais como estudo e relatório de impacto ambiental. Obras têm buscado o profissional para tratar recursos reutilizáveis, bem como conter a poluição. Prefeituras, empresas que atuam na área de recuperação ambiental, órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) são campos de trabalho para esse engenheiro.

As principais matérias vistas durante o curso são: Álgebra e Vetores, Biologia Ambiental, Cálculo Diferencial e Integral, Desenho Técnico, Física, Física Experimental, Fundamentos da Matemática, Português Instrumental, Química Inorgânica e da Água; Cultura, Ambiente e Desenvolvimento, Microbiologia Ambiental, Probabilidade e Estatística, Química Orgânica, Resistência dos Materiais, Topografia e Cartografia, Comportamento e Degradação de Materiais, Direito e Sociologia Ambiental, Economia, Fenômenos de Transporte, Geologia de Engenharia, Construção Civil e Meio Ambiente, Recuperação de Áreas Degradadas, Relatórios de Impactos Ambientais.

Instituições

Região Centro-Oeste
Distrito Federal: UnB, UCB.
Goiás: UFG, PUC-Goiás, IFGoiano, Fesurv.
Mato Grosso do Sul: UFMS, UEMS.

Região Nordeste
Alagoas: UFAL.
Bahia: UFRB, IFBA, UESB.
Ceará: UFC, IFCE.
Maranhão: Unicema.
Paraíba: UFPB, UFCG, UEPB.
Pernambuco: ASCES
Sergipe: UFS.

Região Norte
Amazonas: UFAM.
Pará: UEPA.
Roraima: UNIR
Tocantins: UFT.

Região Sudeste
Espírito Santo: UFES.
Minas Gerais: UFMG, UFOP, UEMG, Unifei, UFLA, UFU, UFTM, UFV, Uni-BH, Cefet-MG.
São Paulo: USP, Unesp, UNITAU.
Rio de Janeiro: UFF, UFRJ, UVA.

Região Sul
Paraná: UTFPR, PUCPR, UFPR, UFFS, UEM, Unicentro.
Rio Grande do Sul: UFRGS, UFFS, UFPel, UFSM, UPF.
Santa Catarina: UFFS, Univali, Udesc.









Receber respostas por email


  • quinta-feira | 11/09/2014 | João Ma...

    No vestibular de engenharia ambiental cai questões de todas as disciplinas ou somente sobre o meio ambiente?

  • sexta-feira | 12/09/2014 | Dayse Luan
    0 0

    Olá João, no vestibular cai todas as disciplinas.

  • quinta-feira | 23/01/2014 | CLARA SOUSA CA...

    Engenharia ambiental é um excelente curso , pois eu faço o curso de meio ambiente no IFTO e já tenho bastante noção do conteudo a ser aplicado, más o que me amedrontra de verdade não é nem a matemática a ser aplicada em engenharia ambiental , más sim a quimica orgânica que é bastante extensa e complicada.........Boa sorte pra quem tem vontade de fazer pois vale a pena .

  • sábado | 16/02/2013 | DENISE RODRIGUES

    SE EU NÃO TENHO MUITO CONHECIMENTO NAS ÁREAS DE CÁLCULOS QUE A GRADUAÇÃO EXIGE TORNA-SE MAIS DIFÍCIL DE FINALIZAR O CURSO OU "PASSAR NA FACULDADE"

Brasil Escola nas Redes Sociais