Cadastre-se

Engenharia Naval

Por Marla Rodrigues
 


Este engenheiro realiza o projeto e acompanha a construção de navios

É a área da engenharia capaz de construir e dar manutenção em embarcações e seus equipamentos. O engenheiro naval projeta toda a estrutura dos navios. Para fazer isso, ele considera o fim a que se destina o navio, barco, lancha ou submarino; a quantidade de carga e de passageiros; a distância a ser percorrida e o local aonde vai navegar: mar, rio ou lago.

Esta profissão é responsável por coordenar e participar de todo o processo de fabricação dos navios e verificar a matéria-prima utilizada para este fim. Além disso, ele pode cuidar do tráfego e das comunicações do transporte marítimo e fluvial.

Mercado de trabalho

As melhores vagas para este profissional estão nas empresas de exploração de petróleo, como a Petrobras. Há esperanças de que o mercado se expanda cada vez mais, já que o governo tem investido em logística por meio do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC. Por razões históricas o transporte de mercadorias é feito há anos principalmente em rodovias, mas a tendência é que isto mude já que o transporte marítimo e fluvial é mais econômico e ambientalmente responsável do que o transporte terrestre. Com as medidas governamentais o número de contratações de engenheiros naval deve aumentar para atuar em projetos, supervisão, inspeção, planejamento e gestão de operações. Os recém-formados podem trabalhar em escritório de projetos e em empresas que certificam a regularidade das construções navais.

Este profissional pode:

- Projetar e coordenar a construção e manutenção de embarcações como navios, barcos e lanchas;
- Planejar o embarque, transporte, desembarque e armazenamento de produtos do comércio marítimo e fluvial;
- Desenvolver tecnologias para submarinos, plataformas flutuantes e robôs de exploração submarina e
- Projetar e construir plataformas marítimas e tubulações para transporte de petróleo.

O curso

O currículo desta habilitação é igual ao de todas as outras engenharias nos dois primeiros anos do curso, mas nos três últimos anos é voltado para a área escolhida e suas principais disciplinas são desenho técnico, mecânica geral, estrutura e propriedade de materiais, sistemas de transporte aquaviário, cálculo, logística de transportes, geomorfologia fluvial, hidrodinâmica, termodinâmica, arquitetura naval, portos e oceanografia. O curso também é conhecido como Construção Naval.

Instituições

Região Nordeste
Pernambuco: UFPE

Região Norte
Amazonas: UEA (Construção Naval), UniNorte (Construção Naval), ULBRA (Construção Naval).
Pará: UFPA.

Região Sudeste
Espírito Santo: UVV (Construção Naval)
Rio de Janeiro: UFRJ, UEZO (Construção Naval)
São Paulo: USP.

Região Sul
Rio Grande do Sul: FURG
Santa Catarina: UFSC, UniVali (Construção Naval).









Receber respostas por email


  • segunda-feira | 09/12/2013 | Giovanna Carol...

    Aqui em Joinville, na Centro de engenharias da mobilidade da Ufsc, também é oferecido o curso de engenharia naval!

  • domingo | 08/09/2013 | Gustavo

    Na Univali não tem engenharia naval e sim construção naval, no site ( http://www.univali.br/modules/system/stdreq.aspx?P=153&VID=default&SID=164363346311267&S=1&A=close&C=31829 ) diz que a pessoa se forma como Tecnólogo em Construção Naval, e não engenheiro, alem de ser sete períodos e não dez...

  • sexta-feira | 20/09/2013 | Adriano Lesme
    0 0

    Sim, mas nós decidimos unir os dois cursos em um artigo só.

  • domingo | 08/09/2013 | Gustavo

    Na região sul também tem o campus da UFSC em Joinville que oferece o curso de engenharia naval. http://joinville.ufsc.br/graduacao/cursos-de-graduacao/engenharia-naval/

Brasil Escola nas Redes Sociais